As crianças na escola – Berçário
19 de novembro de 2018

Um espaço educativo de qualidade pode proporcionar desafios, autonomia, socialização e uma oportunidade para as crianças aprenderem a lidarem com seus próprios conflitos. Freqüentar uma escola traz inúmeros benefícios para a criança pequena.

Estar em casa é muito importante, se a criança estiver sob os cuidados dos pais, seja por revezamento ou por um dos dois não trabalhar, mas a entrada na escola fornece uma atmosfera emocional diferente da do lar, criando a oportunidade para o estabelecimento de relações pessoais profundas com outras pessoas, que não os pais, e favorece a provisão de brincadeiras construtivas.

Um espaço educativo dá a oportunidade para a criança agir de modos diferentes, experimentando novas ações, sem que tenha que corresponder às expectativas de seus pais em relação ao modo como atua, ao desejo de sucesso e a proteção de frustrações, por exemplo. É natural e desejável que os pais depositem muitas expectativas em relação ao sucesso dos filhos, mas isto pode se tornar um peso grande para a criança, quando ela precisa corresponder ao modelo de filho ideal.

A instituição educativa oferece, como Winnicott afirma, para a criança e para a mãe, um espaço para arejar e higienizar as relações, garantindo que, tanto a criança como a mãe, tenham vivências diferenciadas, sejam preenchidas por outros interesses e possam experimentar o sentimento de saudade. Neste sentido, é desejável que a criança tenha a oportunidade de freqüentar um espaço educativo de qualidade, pois ela será inserida em um grupo que tenha outras crianças e terá uma oportunidade de convívio de natureza muito diferente da que ela experimenta em todos os lugares que freqüenta (clube, parque, praça, praia, quintal, igreja…), pois a relação adulto/criança é, muitas vezes, de um para um (isso quando não são dois ou três adultos, com uma única criança) e, nestas condições, a possibilidade das crianças interagirem entre si é limitada, pois há a presença constante de adultos na mediação desta interação.

Nossas crianças do berçário cresceram muito, vejam só…

Winnicott, A criança e seu mundo, Editora LTC.
Zabalza, Miguel, Qualidade em educação infantil, Artmed